O Iwá



ÌWÁ - O Caráter do Ser Humano - “O mais importante valor do povo Yoruba é o caráter, que é o maior atributo do homem”. A palavra Iwà vem do verbo Wà - Existir, Ser.
     O Grupo IWÀ surgiu na cena teatral brasileira no ano de 2010, dentro das atividades do V Encontro de Arte de Matriz Africana promovido pelo Grupo de Teatro Caixa Preta de Porto Alegre.   O grupo é composto por Toni Edson, Mestre em Literatura, Ator, Diretor e Contador de Histórias; Josiane Acosta, Atriz e Professora de Teatro;  Thiago Rigaud Ator e Professor de Educação Física.     A ideia de formar o grupo surgiu da necessidade de unir o teatro e a contação de histórias, tendo como foco as histórias e lendas africanas e afro-brasileiras. Como cada integrante do grupo é oriundo de um estado brasileiro, resolveram escolher a Bahia como base para um estudo mais aprofundado do tema.   Iwá nasce da necessidade de escutar. Não queremos transmitir uma mensagem, mas ouvir nosso passado e refazer, com cores nossas, um teatro que há muito já se fez. Queremos, como os Griots, nos conhecer cada vez mais através da arte.
   O repertório do grupo conta hoje com dois solos de contação de histórias "E se África..." sob Direção de Toni Edson. "E Afrocontos, Afrocantos", espetáculo interpretado por Toni Edson e já contemplado com o Projeto Baú de Histórias do SESC/SC.
   O grupo estreou em outubro de 2011, no Sesc Pelourinho, o espetáculo infantil de contação de histórias “Por quê? Qual? Que bicho é esse?” Direção Coletiva. E em 2012 estreou no Teatro Módulo, dentro da Programação Verão Cênico da Funceb, o monólogo “Madrugada, me Proteja! com Atuação do Ator Soteropolitano Thiago Rigaud, sob direção de Josiane Acosta.
            Além dos espetáculos, o grupo realiza Formação de Professores e Oficinas para Crianças e Adolescentes voltadas para a aplicação das leis 10.639/2003 e 11.645/2008 pelo viés do Teatro e da Contação de Histórias.